April 18, 2019Comments are off for this post.

O design em espaços corporativos e as suas vantagens

Como já falámos aqui, o design está em tudo o que vemos, lugares que passamos e vivemos, inclusive no espaço onde trabalhamos. É claro que nem sempre os espaços corporativos foram desenvolvidos de uma forma inteligente ou pensando no bem-estar dos seus colaboradores. E é isso que nós queremos mudar!

O design de espaços corporativos é de extrema importância, é a forma como você comunica a sua empresa para o mundo. Um espaço inteligente, criativo e inovador causa impacto em quem o visita, agrega valor ao conceito da empresa. E para quem trabalha, gera o sentimento de bem-estar e pertencer. Afinal, é no espaço de trabalho que passamos cerca de ⅓ do nosso dia, precisamos nos sentir confortável e bem onde for.

Estudos científicos comprovam que trabalhar num ambiente agradável influencia os funcionários, tornando-os mais felizes e motivados, aumentando o rendimento do trabalho. Aqui estão dois casos que comprovam isso: aqui e aqui.

São os funcionários que fazem o que a empresa é, seu trabalho e dedicação diária é o que cria seus projetos e leva a empresa ao sucesso. Porque não investir em algo que otimizará o dia a dia de todos e ainda trará benefícios à empresa?

Espaços corporativos e o design

É através do design de interiores, junto aos valores, história e objetivos da empresa, que construímos espaços corporativos mais ricos, convidativos e inovadores. Foi-se o tempo em que os escritórios precisavam serem cinzas, quadrados e sérios. Todo lugar merece mais cores, texturas, história, artes, imagens e objetos que possam harmonizar melhor o ambiente. Nós apostamos em paletas de cores que influenciam diretamente no trabalho e bem-estar de todos que ali convivem. Investimos em móveis confortáveis e modernos, inserimos texturas e conforto nos espaços, criamos uma identidade para cada sala, proporcionando novas sensações e agregando valor a empresas, lojas, edifícios e eventos.

Nós usamos o design para transformar espaços e contar histórias.

Conheça alguns de nossos projetos!

April 5, 2019Comments are off for this post.

7 ideias para aumentar a criatividade na sua empresa

Em qualquer lugar ou empresa, há sempre aquelas pessoas que são naturalmente mais criativas, com mais aptidão para criações inovadoras e que se destacam com as suas ideias. Mas de que adianta termos cabeças pensantes e revolucionárias, sem um ambiente propício para expressar as ideias e pensamentos fora da caixa? São diversos os fatores que podem influenciar a criatividade dentro de uma empresa, tanto positivos, como negativos. Mas aqui só queremos dar dicas para incentivar o aumento da criatividade para todos, resultando no crescimento da empresa e bem-estar dos seus colaboradores.

Críticas construtivas são sempre bem-vindas

Peça e aceite opiniões de colegas e colaboradores, partilhe o seu trabalho e ouça o que eles têm para dizer. Não tenha medo de ouvir uma crítica, quando bem-intencionada. Muitas vezes, alguém de fora pode ajudá-lo a observar um ponto e melhorá-lo.

São dos brainstorming que saem as melhores ideias

Nada como juntar cabeças com pensamentos, aprendizagens e ideias completamente diferentes para discutir um mesmo tema. Alguns são mais analíticos, outros mais criativos. E é com a junção de diversas visões e o encontro do equilíbrio entre elas, que surgem as melhores ideias.

Não deixe as ideias fugirem com o vento

Tome notas! Pensou numa nova forma de escrever aquela frase que você não estava 100% contente? Anote! Não deixe que as ideias se vão embora, mantenha sempre um bloco de notas perto de si para não acabar o dia martelando a própria cabeça para se tentar lembrar daquilo que pensou no meio da reunião.

O mundo precisa de líderes, não de chefes

É fácil reconhecer um verdadeiro líder, aquelas pessoas que motivam toda uma equipa, que fazem as ideias florescerem ao invés de morrerem. Aqueles que conseguem unir as diferentes áreas e fazer com que todo um projeto flua com naturalidade. Uma equipa precisa de motivação e incentivo, não de ordens. E são estes líderes que precisamos valorizar dentro de uma empresa.

Uma equipa capacitada vai longe

Pior do que treinar um funcionário e vê-lo sair, é não treinar e vê-lo ficar. Não dá pra ser mais direto do que isso, certo? Assim como a empresa espera que o seu funcionário a valorize, ele também espera ser valorizado. Oferecer workshops, palestras, cursos e outros eventos sobre criatividade são uma ótima ideia e o retorno é garantido.

A criatividade deve ser sempre bem-vinda

Nada pior do que ser cortado ideia após ideia, certo? Mesmo que a ideia do seu colega ou funcionário não seja boa, incentive o progresso. Dê sugestões, diga que ele está no bom caminho, ajude no desenvolvimento, só não bloqueie a sua criatividade com respostas negativas e críticas não construtivas.

É a errar que se aprende

É difícil ter a certeza se algo dará certo sem testar. E é claro que quando testar vão aparecer erros. Mas qual é o problema disso? Muitos funcionários têm medo de assumir riscos quando não sabem se a empresa apoia este lado da criatividade e os riscos que vêm com ele. Portanto, o importante nesse momento de incentivo à criatividade, é dar abertura para novas ideias e estratégias, sem medo de não acertar de primeira.

Nada melhor do que a troca de ideias

O incentivo à comunicação e interações pessoais irá, certamente, incentivar um ambiente mais criativo. Já não era novidade dizer que o humor afeta a criatividade e, com base num estudo publicado no “Journal of Applied Psychology”, é verdade. Sentir-se livre para ser e criar, é o primeiro passo para o funcionário sentir-se com vontade de inovar.

Quanto mais diferente, melhor!

É claro que todas essas dicas são ótimas e se forem concretizadas, trarão resultados positivos. Mas elas não são tudo o que pode ser feito. A criatividade não tem limites, portanto as formas de incentivá-la não têm barreiras. Já pensou em colocar novos quadros na empresa? Propor jogos entre os colaboradores? Reuniões fora do escritório, perto da natureza? Encontramos referências e inspirações nos lugares e nas formas mais inusitadas e é assim que a criatividade vem.

Não poupe a sua criatividade para aumentar a criatividade dos outros.

 

March 18, 2019Comments are off for this post.

O design e a sua importância para o seu negócio

Muitos empreendedores e empresários questionam a importância da valorização do design dentro das empresas. Isso acontece principalmente por não entenderem que ele está em quase tudo que a empresa mostra ao público. Não se trata apenas de produtos bonitos e publicidade bem feita. Vai muito além da estética!

O design é o responsável por idealizar toda a concepção de uma marca, produto ou serviço.

O poder de inovar

O design possibilita mudar, atualizar e inovar a identidade da sua marca, do seu espaço, produto ou serviço. Quando procuramos soluções para a nossa empresa, podemos utilizar ferramentas que ele proporciona para encontrar resultados inovadores, tanto para o consumidor, como para a empresa em si e os seus colaboradores.

Uma imagem vale mais do que mil palavras

Sabe quando dizem que uma imagem vale mais do que mil palavras? Esse é o poder do design! Ele tem o poder e a responsabilidade de comunicar os propósitos, valores e a linguagem da sua marca, através de imagens, vídeos, espaços e ideias.

A primeira impressão

O seu logotipo é a porta de entrada da sua marca, é um dos primeiros impactos ao entrarem no seu site ou ao comprarem os seus produtos. Ou ainda, ao navegarem pelas suas redes sociais. O logotipo tem o poder de ficar gravado na mente do consumidor, se tiver um design relevante que passa a mensagem.

Destaque do produto

Sabe quando está a procura de uma nova marca de shampoo para experimentar e há um que chama a sua atenção, no meio de tantos outros? Bom, se não for pelo preço mais barato, com certeza foi porque o design da embalagem chamou a sua atenção. Mesmo que a comunicação da sua marca não esteja a ser bem feita, o seu produto pode se vender sozinho, graças ao design inteligente e atrativo de uma excelente embalagem.

Presença na web

Não adianta investir na construção de um site, se ele não for bem planeado e executado. Não há nada pior do que entrar num site de difícil navegação, má leitura, informações mal posicionadas e mal feito, em todos os sentidos. A sensação de entrar num site onde o design está bem desenvolvido (user friendily) as informações estão bem colocadas e as cores se complementam e são agradáveis ao olhar, faz com que a chance de conquistar um possível cliente, seja com certeza, maior. Esse será o momento onde o potencial consumidor decide permanecer ou sair e nunca mais voltar.

Melhorar o fluxo

Há espaços e lojas que vão guiar o seu caminho sem você notar. São nesses lugares que o design foi pensado e concebido desde o primeiro momento, até a saída. A posição dos objetos faz sentido, a informação vem no momento certo, você encontra os produtos que precisa, sem necessitar de ajuda (se assim o quiser), você se sente confortável. Isso pode ser feito em centros comerciais, supermercados, lojas, empresas. Pode ser em qualquer espaço!

A sua imagem para os outros

Quando está a escolher uma foto para colocar no seu perfil nas redes sociais, é mais provável que escolha a sua preferida ou aquela que você apagou assim que a viu?

É a sua imagem para as pessoas. É assim que a sua empresa deve pensar ao partilhar conteúdo nas redes sociais, em flyers, apresentações ou anúncios. O design gráfico é uma parte importante da identidade da sua marca e deve ser valorizado.

Ficou mais fácil de entender que o design está em todos os lugares, em tudo o que olhamos, tocamos, certo?

Experiências podem mudar completamente, graças ao bom design.

Sentimo-nos melhor numa casa organizada, onde os objetos foram colocados corretamente nos seus lugares.

O design traz harmonia, beleza, fluidez e influenciam os resultados da sua empresa.

Quer ver a sua empresa crescer? Entre em contacto connosco!

 

February 5, 2019Comments are off for this post.

O poder do Linkedin para o crescimento do seu negócio

Sobre o Linkedin

O Linkedin é muito mais do que currículos e vagas. Esta rede social profissional é uma poderosa ferramenta para recrutar talentos, vender produtos ou serviços e posicionar a sua marca. Visto que o Linkedin é inteiramente profissional, não há lugar melhor para construir a sua imagem e a da sua empresa.

Fundado em 2002, o Linkedin tornou-se a principal ferramenta profissional dos dias de hoje. Conta com mais de 590 milhões de utilizadores, sendo 61 milhões influenciadores de nível sénior e 40 milhões em posição de decisores.

A plataforma é utilizada por 94% dos profissionais de Marketing B2B para distribuir conteúdo, o que gera 50% do tráfego dos seus sites e blogs.

As funções do Linkedin

Além do seu perfil pessoal, onde pode colocar todo tipo de informações - como experiência profissional, trabalhos realizados, formação, cursos, certificados, criar artigos e tudo relacionado aos seus feitios ao longo dos anos -, a sua empresa pode ter uma Company Page. Nessa página é possível fornecer informações sobre o seu negócio, um pequeno resumo, endereço, contacto, site e atualizá-la com diferentes formatos de publicações, como imagens, texto, vídeo e artigos.

Esta rede social também tem uma opção Premium. Optando por essa função no seu perfil pessoal, você terá acesso a todas as informações no que diz respeito a si, como insights em relação a vagas e concorrentes, a visualização de quem visitou o seu perfil, o envio de mensagens para quem quiser, cursos online e relatórios gerais. Se você é uma empresa, poderá enviar InMails dentro da rede para ampliar a sua rede de contatos, insights em relação aos seus concorrentes, analytics, mercado, além de outras ferramentas que ajudarão a sua empresa a alcançar as pessoas ou empresas certas.

Sendo a maior ferramenta online profissional no mundo, é obrigatório que as empresas e pessoas que procuram crescer no mercado e alcançar um maior número de clientes, estejam presentes no Linkedin. Não só estar presente, mas manter um perfil atualizado, com ações e campanhas bem planeadas e conteúdo relevante compartilhado frequentemente.

Isto é, exatamente, o que nós, especialistas em Marketing Digital, fazemos.

Foque-se no crescimento do seu negócio e deixe que a Nave16 contribua para esse crescimento por meio de estratégias no Linkedin.

Entre em contacto conosco.

January 24, 2019Comments are off for this post.

Faça o seu negócio crescer com o Marketing Digital

Nos dias de hoje, a internet está inserida tão intensamente em nossas vidas, que é difícil pensar em fazer qualquer coisa sem utilizá-la. Desde enviar uma mensagem à sua família, como descobrir o preço de um carro novo.

Você já parou pra pensar, que as pessoas passam mais tempo olhando para a tela do celular ou computador, do que para a televisão ou jornais hoje em dia? Navegando pelas redes sociais, lendo notícias, assistindo filmes, séries e comprando. A internet é, sem dúvida, o principal meio para obter informação sobre qualquer assunto, produto ou serviço, e decidir qual se adequa melhor às nossas necessidades.

Onde você vai procurar os melhores preços de telemóveis? Livros? Ou encontrar a melhor empresa para um determinado serviço que você precisa? Na internet.

E é por isso que se você, a sua empresa ou o seu produto/ serviço não estiverem nela, é difícil que o seu público alvo saiba que você existe.

E é para isso que o Marketing Digital existe, para melhorar o seu posicionamento e visibilidade na internet.

Mas o que é o Marketing Digital?

O Marketing Digital nada mais é do que um conjunto de informações e ações que podem ser feitos em diversos meios digitais com o objetivo de promover um serviço ou produto.

Para entender na prática, responda a essa pergunta: para decidir em qual restaurante você vai no sábado à noite, é mais provável que você escolha aquele que possui um site com fotos dos pratos, uma página no Facebook, está no TripAdvisor e tem diversas avaliações positivas ou aquele que você nem encontrou no Google?

Deu pra entender, né?

Agora vamos às principais ferramentas que você pode usar para melhorar o Marketing Digital da sua empresa.

Redes Sociais

93% das decisões de compra são influenciadas pelas medias sociais. (Fonte: Ironpaper)

As principais redes sociais usadas em estratégias de Marketing Digital são: Facebook, Instagram e Linkedin. Mas antes de decidir em qual ou quais redes sociais você deve inserir a sua empresa ou produto, você precisa entender onde está o seu público alvo. Por exemplo, se você vende roupas, dificilmente uma estratégia de Linkedin vai funcionar melhor do que no Facebook e Instagram. Mas se você vende serviços para advogados, a situação é contrária. O importante é aproveitar o melhor que a ferramenta pode oferecer e estar presente para o seu público alvo.

Além do alcance orgânico que você terá com as suas atualizações, as redes sociais dão a possibilidade de patrocinar o seu conteúdo a fim de atingir mais pessoas. São diversos formatos possíveis de anúncios, além de poder segmentá-los exclusivamente para o seu público alvo e gastar o seu orçamento apenas para atingir as pessoas que são interessantes para a sua empresa.

Estratégias de SEO

Ou Search Engine Optimization. O principal motor de busca dos dias de hoje, o nosso querido Google, possui mais de 200 factores que ajudam a determinar se o seu site deve aparecer nos resultados de busca e em qual posição ficará.

As estratégias de SEO vão desde a programação do seu site, até o conteúdo que você coloca dentro dele. Utilizar as principais palavras chave que as pessoas costumam procurar nos mecanismos de pesquisa em títulos, descrições, legendas de imagens e nos textos é uma das principais estratégias para melhor o posicionamento do seu site perante ao Google.

Por exemplo, se você está com o SEO do seu site bem feito e estruturado, com estratégias conversando entre si, o seu site, muito provavelmente, vai aparecer na primeira página do Google quando o consumidor procurar pelo serviço ou produto que você oferece. E é por isso que o SEO é uma das ferramentas mais importantes do Marketing Digital, se você não estiver presente no momento que o seu público alvo procurar pelo que você oferece, você o perde.

Marketing de Conteúdo

Você sabia que o Marketing de Conteúdo é 62% mais barato que o tradicional e gera aproximadamente 3 vezes mais leads? (Fonte: Demand Metric)

Ele nada mais é do que a produção de conteúdo feito para informar, entreter ou educar um futuro cliente. E não pode ser qualquer conteúdo, ele deve falar sobre assuntos relacionados com o seu serviço/ produto, mercado ou oferecer dicas úteis para o seu target.

Ou seja, quando o consumidor decidir comprar ou utilizar o seu produto ou serviço, ele já conhecerá a sua marca e a terá como referência.

Por exemplo, se você possui uma loja de materiais de construção e itens para a casa, porque não criar um texto sobre DIY (Do It Yourself)? Seja sobre como construir uma prateleira, um banco de cimento ou uma mesa de madeira… As opções são infinitas! E explicando como fazer isso, fornecendo os nomes e preços de cada produto a serem usados no processo, é muito provável que, além da pessoa consumir o seu conteúdo e compartilhar nas redes sociais, ela também escolha a sua marca na hora de comprar os produtos necessários.
E o que você precisou fazer para isso? Apenas produzir um texto, nenhum cêntimo foi gasto com anúncios.

As empresas B2B que possuem blogs geram 67% mais Leads do que as empresas que não o têm. (Fonte: WebDAM.com)

Em Setembro de 2013, em um evento do Google em São Paulo, foi divulgado pela empresa que são feitas cerca de 3 bilhões de pesquisas por dia no motor de pesquisas. Sendo que cerca de 15% (450 milhões) consistem em combinações entre palavras inéditas. Meio milhão de pesquisas nunca realizadas antes são feitas todos os dias.

Links Patrocinados

Se você já fez uma procura no Google, sabe que as primeiras posições dos resultados são ocupadas por anúncios. Os anúncios feitos dentro do Google Adwords podem ter diversos formatos. Além de anunciar dentro do próprio mecanismo de pesquisa, em formato de texto, ou imagem do seu produto no Google Shopping, você também pode anunciar na rede de display, dentro dos sites parceiros do Google e no Youtube, em texto, imagem ou vídeo.

A principal vantagem de anunciar na rede de pesquisa é que você aparecerá nas primeiras posições para o seu possível cliente em um momento crucial, que é o da busca pelo serviço ou produto. O que pode ser algo urgente e, você estar ou não ali, pode ser um fator determinante na decisão do consumidor pelos seus serviços.

E-mail Marketing

76,8% das pessoas que possuem e-mail disseram já ter realizado uma compra a partir do recebimento de uma newsletter. (Fonte: Rockcontent)

Chamada atrativa, conteúdo relevante, frequência estratégica. Esses são factores que podem aumentar consideravelmente a sua taxa de abertura e o número de conversões. Os e-mails marketing podem ser enviados por diversos motivos e conteúdos, seja lançamento de um produto ou promoção, conteúdo novo do seu site, dicas relevantes para o seu cliente… O importante é ser criativo e entender o que faz o seu público alvo abrir um e-mail e comprar o seu produto. Além, é claro, de se manter presente no dia a dia dos seus clientes mostrando que você continua ativo, produzindo conteúdo e mantendo todos informados de novidades.

Essas são as ferramentas mais usadas para impulsionar um negócio por quem trabalha com Marketing Digital, mas essa é uma área que está em constante crescimento e as opções de estratégias online e ferramentas novas no mercado se atualizam todos os dias.

O importante é se manter atualizado para não ser deixado para trás. Que é exatamente a preocupação da Nave 16, continuar navegando sem parar, descobrindo novas opções para alcançar o sucesso.

Conheça alguns de nossos projetos.

October 31, 2018Comments are off for this post.

Materializar o Brand Storytelling

O Marketing e o Brand Storytelling

O que faz do marketing uma área única é a sua capacidade de se reinventar. Reinventamos termos, ideias, formas de estar e mais do que isso, estruturamos e sedimentamos estas alterações em verdades absolutas por meio do Brand Storytelling.

Tudo possível, porque na essência, estamos sempre a estudar pessoas, comportamentos, tendências e nos apoiando com outras áreas e ferramentas que tornam completamente imprescindível o nosso pensamento e a nossa ideia. Realmente é difícil não ser apaixonado por esta área e ver o infinito do seu potencial.

Em conjunto com esta realidade, encontramos o design que dá forma, expressão, perenidade a todas as ideias, pensamentos, conceitos e estratégias. É o que faz a diferença e marca uma assinatura. Este é o mundo onde tenho o prazer de caminhar e abraçar todos os dias. Pessoas interessantes, inteligentes e "out of the box". Pessoas que fazem parte da nossa equipa, dos nossos clientes, parceiros e amigos. Pessoas que realmente enriquecem o nosso dia-a-dia. Com estas pessoas e para estas pessoas, pensamos, criamos e desenvolvemos histórias todos os dias. Histórias que falam delas, dos seus percursos, das suas marcas, das suas empresas e dos seus sonhos, dos seus propósitos.

Construímos estas histórias em conteúdos digitais, em espaços de trabalhos, em conceitos de negócios e marcas. Transformamos os pensamentos em áreas tangíveis, com sensações, gostos e aromas. Tornamos real, aquilo que para muitos são apenas histórias e proporcionamos espaços e vidas mais felizes, com identidades e mensagens para perpetuar. Assim contribuímos para mudanças de paradigmas, consistentes e que fazem os negócios crescerem.

Cada dia, é sempre uma nova história e um novo projeto! Conheça os nossos projetos aqui.

É assim aqui, na Nave16! Estamos prontos para contar a sua história.

March 22, 2018Comments are off for this post.

A reinvenção do retalho

O retalho e era digital

A evolução tecnológica e digital está a transformar o setor do retalho tradicional. Grandes retalhistas estão a encerrar pontos de venda e a voltar-se cada vez mais para as plataformas digitais. Contudo, este movimento não decreta o fim do espaço físico.

Temos o caso da Amazon, que está a fazer o caminho inverso. Empenhada em conquistar o mundo físico, a gigante do e-commerce investiu em livrarias, adquiriu em 2017 a rede de supermercados Whole Foods e inaugurou recentemente a Amazon Go. Para a Amazon, as lojas físicas representam uma outra maneira de alcançar os clientes e entender o que os impacta.

Novas experiências in-store

Quando decidem pela compra online, os clientes buscam mais facilidade, rapidez e conveniência. Apreciam também a grande variedade de produtos e a abundância de informações.

No entanto, espaços físicos podem oferecer o que a internet não consegue: experiência e interação humana personalizada. São locais onde o cliente pode ver, tocar e experimentar o produto antes de optar pela compra. Muitas vezes a visita à loja servirá para validar uma escolha que o cliente já fez antes mesmo de entrar lá.

A cadeia de lojas de tecnologia b8ta apresenta uma abordagem revolucionária ao focar na interação com o produto e não na sua venda. A b8ta aluga o espaço das suas lojas físicas para pequenas empresas de tecnologia que não encontram espaço no retalho tradicional, funcionando como um showroom dedicado à Internet of Things. A empresa incentiva os visitantes a testarem os produtos, ao mesmo tempo em que monitora e repassa aos fabricantes dados sobre os seus comportamentos.

Uma nova geração de lojas

Os retalhistas devem olhar para os múltiplos canais online e offline de forma global e integrada. Não se trata apenas de ter uma presença digital, mas utilizar a tecnologia para recolher informações sobre os clientes e construir uma experiência personalizada e transversal a todos os canais. Entender o seu comportamento, as suas preferências e os seus desejos.

Um ótimo exemplo é a flagship da Adidas em New York, que promove uma imersão no universo da marca. Seu design foi baseado nos estádios esportivos e conta com uma bancada, transmissão de jogos em directo e até venda de sumos e alimentos saudáveis. Os clientes podem testar os calçados numa pista de corrida e, através de sensores, descobrir o modelo ideal para o seu estilo de corrida e pisada. Personal trainers estão disponíveis no local para dar dicas e sugestões de treinos. Também é possível customizar e encomendar calçados diretamente na loja.

Vemos assim como as lojas físicas continuam a exercer um papel fundamental na jornada do consumidor, representando um ponto de contacto privilegiado com o cliente. Neste novo contexto, a interação humana torna-se o ponto central e o vendedor passa a ter um papel de conselheiro. As empresas devem assim centrar-se em conhecer os clientes e proporcionar uma experiência única e personalizada, criando com eles uma ligação mais próxima e duradoura.

Quer saber mais? Fale connosco.
comercial@nave16.pt

Follow us

svg-image
svg-image
svg-image
Logo_Portugal_LISBOA_2020_site_4