May 16, 2019Comments are off for this post.

12 dicas para ser mais produtivo no trabalho

Você já se encontrou em dias que parece que nada vai pra frente? Do nada, olhamos para o nosso planejamento e vemos que iniciamos diversos projetos, mas não terminamos nenhum. A causa disso pode ser a falta de foco, o que interfere diretamente na nossa produtividade no trabalho.

Mas como ser mais produtivo no trabalho, afinal?

No mundo de hoje, com tantas distrações e informações sendo jogadas na nossa frente a todo segundo, se concentrar e ser produtivo acaba sendo uma tarefa difícil. Mas fique tranquilo, reunimos algumas dicas que vão ajudar a impulsionar a sua produtividade.

Planeje os seus dias

Antes de dormir, pense no que será feito no dia seguinte. Se possível, liste isso em ordem do mais difícil para o mais fácil. As suas responsabilidades fluirão melhor, afinal você já saberá o que precisa ser feito e não precisará ficar pensando na próxima tarefa toda hora.

Comece pelo mais difícil

Costumamos deixar a tarefa mais chata pra depois, pela ansiedade de colocar as mãos em algo que não é muito legal de fazer. Mas deveria ser o contrário. Comece pelo mais difícil, assim o pior terá passado logo cedo e o resto do dia será muito mais leve e fácil de ser cumprido.

Reconheça o seu melhor momento

Todos nós temos aquele horário do dia em que produzimos melhor. De manhã, à tarde, à noite… Cada um tem o seu. Que tal programar o seu dia de acordo com o seu melhor momento? Talvez posicionar as tarefas mais árduas nessa hora? O que demoraria horas para ser finalizado, pode ser feito em alguns minutos se feitos na hora certa.

Lembre-se que você é um só

Muitas pessoas conseguem ou gostam de realizar diversas tarefas ao mesmo tempo, mas isso não é algo comum e no final do dia, nada recebeu a atenção necessária e está tudo inacabado. Como dito anteriormente, priorize o que for mais importante e finalize todas as tarefas, uma por uma.

Não deixe para amanhã o que pode ser feito hoje

Clichê, mas não poderia ser mais verdade. A preguiça de acabar algo que ainda não chegou perto do deadline é contagiante e, quando vamos ver, deixamos milhares de coisas pra amanhã e não temos nem tempo, nem energia para terminarmos tudo. Então, para fugir da procrastinação, termine logo o que está na sua agenda e crie o hábito da eficiência.

Use ferramentas para aumentar a sua produtividade

Já tentou usar uma agenda? De papel ou electrónica. Ou que tal post its na tela do computador, de uma forma que possa ir te lembrando das tarefas pendentes? Existem diversos aplicativos de gerenciamento de tarefas. De uma forma ou de outra, você tem diversas opções para numerar as suas obrigações e se organizar melhor.

A sua maior ferramenta de produtividade é você mesmo

Não se esqueça que se você não cuidar de você mesmo, nada será feito como deveria. Uma pessoa cansada, indisposta, doente ou ansiosa não conseguirá produzir de forma eficiente. Portanto, durma bem, seu corpo precisa ser recarregado. Não se esqueça de se alimentar e coma alimentos saudáveis, ele precisa de energia e você de saúde. Faça exercícios, eles te mantém saudáveis e com mais energia. Tente meditar, a sua mente vai agradecer e é a oportunidade perfeita para limpar a mente e melhorar a concentração.

Mantenha tudo organizado

Já parou pra pensar em quanto tempo perdemos quando não deixamos as coisas organizadas? Arquivos, roupas, objetos… Podemos perder horas procurando ou arrumando algo. Portanto, que tal manter uma rotina de organização? Isso virará um hábito e você nunca mais perderá tempo procurando um arquivo ou organizando a sua mesa.

Acabe com as distrações

Todos nós sabemos que é muito difícil nos mantermos concentrados na mesma tarefa por muito tempo. Mas podemos tentar, né? Ou pelo menos, evitar nos distrairmos com banalidades. Tente não deixar o telemóvel ao seu lado enquanto trabalha em algo importante, não existe nada pior do que notificações para acabar com a nossa concentração. Não fique alternando entre sites de entretenimento e trabalho. Tudo tem a sua hora!

Aprenda a dizer não e a delegar

Você não é um robô e não precisa fazer tudo. Muitos profissionais, principalmente gestores e donos de empresa, tem o costume de pegar tudo pra si mesmo, com medo da equipa não entregar o melhor. Mas o resultado pode ser exatamente o contrário. Se você quiser fazer tudo, não conseguirá fazer nada direito. Existem pessoas na sua empresa ou até fora dela, especializadas em certas tarefas que você está tentando fazer. Que tal focar somente no necessário?

Seja prático

Muitas vezes, perdemos tempo com questões que não precisam de tanta atenção. Ou nos preocupamos com possíveis situações que talvez nunca nem cheguem a acontecer. Liberte-se de preocupações desnecessárias e concentre-se apenas no que merece a sua total atenção.

Todos precisam de uma pausa

O nosso cérebro não foi feito pra ficar muitas horas seguidas concentrado na mesma tarefa. E com o desenvolvimento tecnológico dos dias de hoje, isso já é quase impossível! Tirar um tempo é necessário e faz bem. Levantar da cadeira, olhar pro céu, conversar com alguém ou até navegar na internet… Tudo isso nos ajuda a clarear a mente e até a ver um problema com outros olhos. Muitas vezes ficamos tanto tempo olhando pra mesma coisa, que entramos no automático. Portanto, faça pausas!

E quando o assunto é férias, a dica é a mesma. Muitas doenças podem ser provocadas por pessoas que trabalham demais e descansam de menos. Tirar férias fará com que você volte renovado e mais motivado do que quando saiu.

E então, que tal começar a ser mais produtivo?

May 13, 2019Comments are off for this post.

Trabalhar muito não significa ser produtivo

A maioria das pessoas precisam ficar no ambiente de trabalho pelo menos 8 horas por dia. Você já parou pra pensar como seria o seu desempenho se isso não fosse obrigatório?

Será que você não seria mais produtivo?

Quando sabemos que ainda temos horas e horas para terminar uma determinada tarefa que não demanda tanto tempo, acabamos enrolando, fazendo coisas menos importantes, checando as redes sociais, perdendo o foco, atendendo o telefone… Quando uma tarefa é mais urgente, ficamos mais focados. Desligamos o telemóvel, fechamos abas desnecessárias, colocamos o fone de ouvido e terminamos o que precisa ser feito.

É por isso que o trabalho remoto e eficiente está em constante crescimento, provocando o abandono do modelo de trabalho existente desde o século XIX. Cada vez mais, as empresas estão percebendo que trabalhar muito não é sinônimo de produtividade e assim, conquistando funcionários mais felizes, satisfeitos e eficientes.

Um artigo do New York Times cita alguns estudos calculando quantas horas os americanos de fato trabalhavam. Segundo uma pesquisa da Microsoft, das 45h de trabalho semanais, 16h são improdutivas. Ou seja, mais de um terço. Já a America Online e a Salary.com, afirmam que os profissionais só trabalham três dos cinco dias da semana.

De acordo com um artigo da Harvard Business Review, a internet transformou a maneira como vivemos, trabalhamos e nos divertimos, e a própria natureza do trabalho passou, em grande parte, de tarefas mecânicas para tarefas que exigem pensamento crítico, solução de problemas e criatividade.

Adam Grant, psicólogo organizacional e autor do best-seller "Originals: How Non-Conformists Move the World", afirma "quanto mais complexos e criativos forem os trabalhos, menos sentido fará prestar atenção ao número de horas trabalhadas". E mais, "Aposto que, na maioria dos trabalhos, as pessoas fariam mais em seis horas focadas do que em oito horas dispersas", afirma Grant.

Cal Newport, autor de "Deep Work: Rules for Focused Success in a Distracted World," afirmou à reportagem que “quatro horas de trabalho profundo e contínuo por dia é ideal para uma mudança produtiva e transformadora em nossas vidas".

Jason Fried, cofundador da Basecamp e autor de "It Doesn’t Have to Be Crazy at Work" concordou, dizendo que ele é realmente produtivo em metade do dia. “Se você não conseguir um bom fluxo de quatro horas por dia, colocar mais horas não vai compensar isso. Não é verdade que, se você ficar mais tempo no escritório, mais trabalho será feito".

Inclusive, para comprovar que muito tempo no trabalho não resulta, necessariamente, em resultado, temos a Suécia. Em 2015, a fábrica da Toyota adotou a filosofia de apenas 6h de trabalho ao invés de 8h, sem redução de salário. E os resultados em apenas um ano foram positivos, mais produtividade, motivação e saúde para os funcionários. Empregados da Toyota em Gotemburgo garantem estar mais felizes, assim como seus patrões, pois o rendimento da empresa subiu em um ano.

A moda pegou e muitas empresas do país começaram a mudar a jornada de trabalho. “Pensamos que a redução da semana de trabalho nos obrigaria a contratar mais funcionários, mas isso não aconteceu, porque todo mundo está trabalhando de modo mais eficiente”, disse Maria Brath, fundadora de uma startup em Estocolmo, que há três anos está dobrando sua receita e lucro anualmente – e o mesmo se deu com a jornada reduzida.

É claro que isso não é uma regra. Muitas vezes temos muito o que fazer e precisamos ficar até mais tarde, finalizar tarefas mais complexas em menos tempo, ajudar os colegas a finalizar um projeto. Mas se as horas no escritório não estão sendo refletidas na sua produtividade, está na hora de mudar. O mundo está se atualizando e quem não for junto, ficará pra trás.

 

April 5, 2019Comments are off for this post.

7 ideias para aumentar a criatividade na sua empresa

Em qualquer lugar ou empresa, há sempre aquelas pessoas que são naturalmente mais criativas, com mais aptidão para criações inovadoras e que se destacam com as suas ideias. Mas de que adianta termos cabeças pensantes e revolucionárias, sem um ambiente propício para expressar as ideias e pensamentos fora da caixa? São diversos os fatores que podem influenciar a criatividade dentro de uma empresa, tanto positivos, como negativos. Mas aqui só queremos dar dicas para incentivar o aumento da criatividade para todos, resultando no crescimento da empresa e bem-estar dos seus colaboradores.

Críticas construtivas são sempre bem-vindas

Peça e aceite opiniões de colegas e colaboradores, partilhe o seu trabalho e ouça o que eles têm para dizer. Não tenha medo de ouvir uma crítica, quando bem-intencionada. Muitas vezes, alguém de fora pode ajudá-lo a observar um ponto e melhorá-lo.

São dos brainstorming que saem as melhores ideias

Nada como juntar cabeças com pensamentos, aprendizagens e ideias completamente diferentes para discutir um mesmo tema. Alguns são mais analíticos, outros mais criativos. E é com a junção de diversas visões e o encontro do equilíbrio entre elas, que surgem as melhores ideias.

Não deixe as ideias fugirem com o vento

Tome notas! Pensou numa nova forma de escrever aquela frase que você não estava 100% contente? Anote! Não deixe que as ideias se vão embora, mantenha sempre um bloco de notas perto de si para não acabar o dia martelando a própria cabeça para se tentar lembrar daquilo que pensou no meio da reunião.

O mundo precisa de líderes, não de chefes

É fácil reconhecer um verdadeiro líder, aquelas pessoas que motivam toda uma equipa, que fazem as ideias florescerem ao invés de morrerem. Aqueles que conseguem unir as diferentes áreas e fazer com que todo um projeto flua com naturalidade. Uma equipa precisa de motivação e incentivo, não de ordens. E são estes líderes que precisamos valorizar dentro de uma empresa.

Uma equipa capacitada vai longe

Pior do que treinar um funcionário e vê-lo sair, é não treinar e vê-lo ficar. Não dá pra ser mais direto do que isso, certo? Assim como a empresa espera que o seu funcionário a valorize, ele também espera ser valorizado. Oferecer workshops, palestras, cursos e outros eventos sobre criatividade são uma ótima ideia e o retorno é garantido.

A criatividade deve ser sempre bem-vinda

Nada pior do que ser cortado ideia após ideia, certo? Mesmo que a ideia do seu colega ou funcionário não seja boa, incentive o progresso. Dê sugestões, diga que ele está no bom caminho, ajude no desenvolvimento, só não bloqueie a sua criatividade com respostas negativas e críticas não construtivas.

É a errar que se aprende

É difícil ter a certeza se algo dará certo sem testar. E é claro que quando testar vão aparecer erros. Mas qual é o problema disso? Muitos funcionários têm medo de assumir riscos quando não sabem se a empresa apoia este lado da criatividade e os riscos que vêm com ele. Portanto, o importante nesse momento de incentivo à criatividade, é dar abertura para novas ideias e estratégias, sem medo de não acertar de primeira.

Nada melhor do que a troca de ideias

O incentivo à comunicação e interações pessoais irá, certamente, incentivar um ambiente mais criativo. Já não era novidade dizer que o humor afeta a criatividade e, com base num estudo publicado no “Journal of Applied Psychology”, é verdade. Sentir-se livre para ser e criar, é o primeiro passo para o funcionário sentir-se com vontade de inovar.

Quanto mais diferente, melhor!

É claro que todas essas dicas são ótimas e se forem concretizadas, trarão resultados positivos. Mas elas não são tudo o que pode ser feito. A criatividade não tem limites, portanto as formas de incentivá-la não têm barreiras. Já pensou em colocar novos quadros na empresa? Propor jogos entre os colaboradores? Reuniões fora do escritório, perto da natureza? Encontramos referências e inspirações nos lugares e nas formas mais inusitadas e é assim que a criatividade vem.

Não poupe a sua criatividade para aumentar a criatividade dos outros.

 

Quer saber mais? Fale connosco.
comercial@nave16.pt

Follow us

svg-image
svg-image
svg-image
Logo_Portugal_LISBOA_2020_site_4